! denúncias - Território Livre

denúncias

MANDE SUA DENÚNCIA!
Na sua escola ou na sua quebrada tem abuso? Tem avacalhação?
Denuncie para o Território Livre!
denuncias@territoriolivre.org

DO NOSSO BOLSO

Na minha escola os professores precisam pedir dinheiro para os alunos para tirar xerox, para comprar um piloto (canetão), tá certo isso?
Erika, 15, E.E. Pandia Calógenas, São Gonçalo, RJ

ASSIM NÃO DÁ

Não tem merenda o suficiente pra todo mundo e tá diminuindo. A maioria dos funcionários eram terceirizados e foram demitidos. A escola tá superlotada, tem sala com 50 alunos. Não tem ventilador, não tem nem maçaneta, cortaram até o telefone.
Renato, 18 e Emanuelle, 15, IEPIC, Niterói, RJ

$$$ PARA CÂMERA TEM!

Enquanto a gente tá sem cortina e sem ventilador, a escola instalou câmeras em todas as salas. A merenda é só bolacha e suco. Agora vão começar a cobrar o uniforme. A calça custa R$ 37,00 e quem não usar, não estuda. No dia que a gente tentou ocupar a escola, bastante gente parou pra pensar nessas coisas. Mudou a cabeça, agora eu sou revoltado!
E.E. Dr. Américo, Osasco

REPRESSÃO NA ESCOLA

Em 4 de março, os estudantes fizeram um ato por melhorias na escola. A polícia entrou e impediu a saída de todos. Eles bateram em crianças, usaram gás de pimenta em professores e alunos. Alguns se esconderam nas salas de aula, 4 desmaiaram! Depois desse absurdo, a escola recuou e vai dar a sala ambiente que nós queremos!
E.E. Marilena Chaparro, São Paulo

CHAPA BANDIDA

A chapa Pra Frente Maristela quer que o grêmio sirva para arrecadar dinheiro dos alunos para… reformar a escola! Até as câmeras quebradas querem consertar com o nosso dinheiro.
E, 16 anos, E.E. Maristela, São Bernardo do Campo

O BÁSICO DO BÁSICO

Na reunião pedagógica, fomos informados que não haveria mais impressão. Cogitaram voltar ao velho mimeógrafo dos tempos em que eu era estudante. Nossa escola já ficou sem água mais de uma vez. Falta merenda. Hoje o que os professores e alunos querem é água, condições mínimas de trabalho, como impressoras e materiais de escritório, e comida.
Professor X, 30, E.E. João Kopke

PM NA ESCOLA

Depois da volta às aulas os alunos participantes da ocupação sofreram e estão sofrendo perseguição. Policiais militares entrando na escola e nas salas de aula para observação dos alunos. Ninguém lá dentro é bandido!
R, 14 anos, E.E. Castro Alves, ZN/SP

ÓDIO

Uma professora agrediu os alunos: pelas redes sociais em uma publicação vemos o quanto à ignorância predomina em seus argumentos. Em um trecho ela diz que somos “Hitlers mirins”, esperamos que estas falácias se convertam em retratação, porém seus argumentos não só tentaram denegrir o movimento; mas provém de um ódio contra os ocupantes da escola.
E.E Etelvina G. Marcucci, Paraisópolis

PERSEGUIÇÃO

Na última reunião do conselho de classe, no começo do ano, os professores foram aconselhados a prejudicar os alunos que participaram da ocupação. Os coordenadores e a diretora recomendaram aos professores atribuir presença somente aos alunos que não ocuparam a escola.
Professor Y, 29, E.E. Barão Homem de Mello

PARQUE AQUÁTICO

Quando chove muito forte começa a ter goteiras em algumas das salas. Meio que fica impossível de ter aula. No pátio tem dois canos principais, que por causa da pressão da água não aguentam e começam a vazar. Já aconteceu do pátio alagar.
E.E. Laert de Almeida, Taboão da Serra

NO BAFO

Tiraram o ar condicionado. O diretor passou pra gente que taria poupando energia sendo que na sala dele não é poupada. Já teve o caso de dois alunos desmaiando no colégio e isso pra ele é economia de energia.
Joana, 18, E.E. Prefeito Mendes de Moraes, Ilha do Governador, RJ