! é o seguinte - Território Livre

é o seguinte

A juventude segue enjaulada. Nos últimos meses a situação do país só piorou: o exército de desempregados na rua só aumenta, a vida fica mais cara. A presidente balança, a oposição tem medo de sacudir demais e cair junto; em meio à toda corrupção, os políticos se arranjam entre si e continuam se safando.

O que era pra ser grade para eles é grade para nós. A polícia segue barbarizando nas periferias, reprimindo ao menor sinal de organização. Como os poderosos não conseguem esconder a crise – que é crise para nós, trabalhadores e jovens, mas que mantém o lucro de bancos e empresas –, os fantoches do governo se armam pra sabotar qualquer tipo de resistência: tiram da gaveta a lei anti-terrorismo, bloqueiam as greves, cortam direitos, endurecem as leis e impostos contra quem trabalha.

Os mesmos que nos atacam dizem que o futuro está na juventude, e por isso a educação e as escolas seriam fundamentais. Eles só escondem que as escolas, hoje, sob o peso do capital, tem sido cada vez mais prisões sem sentido.

Essa edição do jornal do TL deu voz a jovens para combater essas ilusões – contra a família castradora, contra a escola-prisão, contra a domesticação diária – para estancar esse tempo de miséria.

Foto: Cartazes colados pelo Território Livre, em diversas regiões, em razão da crise política e econômica.