! uma companheira volta! - território livre

uma companheira volta!

Rodas acaba de sofrer uma derrota: Aline Camoles, uma das estudantes expulsas da USP, será reintegrada!

Oito estudantes, de diversas unidades da USP, foram expulsos em dezembro de 2011, após um processo administrativo altamente controlado pela burocracia.

Eles eram acusados de terem participado da ocupação do bloco G do CRUSP, área que a COSEAS (atual SAS, Superintendência de Assistência Social) utilizava como escritório, mas que originalmente servia de moradia para estudantes sem condições de permanência na universidade.

A ocupação deu origem à Moradia Retomada, que abrigava estudantes não aprovados pelo processo de seleção (também altamente viciado) para as demais vagas regulares do CRUSP. A moradia passou por uma reintegração de posse no meio do carnaval de 2012, com a prisão de doze estudantes que sofrem processo criminal até hoje.

Como nos demais processos administrativos, o reitor Rodas decidiu quem acusava, quem julgava, e assinou ele próprio a decisão de eliminação.

A inconsistência do processo, com a fixação de prazos impossíveis para os estudantes realizarem suas defesas, levou a justiça a revogar a eliminação de 2 estudantes logo depois.

O caso de Aline foi julgado apenas agora e determina o seu retorno imediato à universidade. Outros casos aguardam julgamento.

A pressão política do movimento estudantil é decisiva para obrigar a reitoria a reintegrar todos os estudantes eliminados desde já, ou, no mínimo, garantir que as demais decisões judiciais sejam favoráveis.

Não teremos democracia na USP permitindo que estudantes e trabalhadores sejam eliminados.

Não às expulsões!

Pela reintegração de todos os expulsos!

24.08.2013


Categorias: Universidade

Tags: , , , , ,