! por inanição a greve da usp termina - Território Livre

por inanição a greve da usp termina

Nós dos TERRITÓRIO LIVRE defendemos a greve em todos os fóruns do movimento estudantil e atuamos, no limite das nossas forças, para que a luta seguisse adiante.

Entretanto, hoje, após o duro ataque sofrido – com a prisão absurda de dois estudantes e a reintegração de posse da reitoria – o movimento estudantil da USP se encontra desarticulado para manter a greve, que seria uma importante resposta ao atual momento político que enfrentamos.

Em muitas unidades da USP o que se discute agora, porém, são eleições de Centro Acadêmico. As assembleias dos cursos estão desmobilizadas; o comando de greve e a última assembleia geral foram esvaziados, marcados por brigas entre organizações, boicote e por um desinteresse notório da base dos estudantes; não houve unidade do movimento sequer para encerrar a greve em conjunto, algo que poderia apontar perspectivas aos estudantes para as ações no próximo período.

Um balanço aprofundado sobre o último processo de luta é fundamental. O TERRITÓRIO LIVRE se reunirá no dia 27.11, às 19h, na FAU, para debatê-lo e em breve publicará esse balanço público.

Por ora, apontamos a necessidade urgente de reorganização do M.E. da USP e do restabelecimento de uma unidade mínima para as lutas que se seguem.

Nenhum processo aos lutadores!
Não aceitaremos o avanço da repressão!

1. defender os companheiros Inauê e João Vitor, presos no dia 12/11;
2. defender os companheiros presos no dia 15/10;
3. defender a entidade e membros do DCE de possíveis processos;
4. impedir a demolição do SINTUSP e do CALC no final do ano;
5. impedir fechamento da prainha da ECA (espaço da QiB) no final do ano;
6. deslegitimar o próximo processo eleitoral para reitor.

Nosso principal instrumento de defesa é o avanço da nossa luta:
Precisamos manter e ampliar a mobilização!

26.11.2013


Categorias: Universidade

Tags: , , ,