! por um grande ato contra a reorganização e contra a violência policial - Território Livre

por um grande ato contra a reorganização e contra a violência policial

Alckmin, além de não dialogar, revela que sua política para a juventude é a das bombas e cassetetes. Já não se trata apenas do problema da “reorganização”, mas do que se apresenta para a juventude como futuro: repressão ou liberdade? Sendo assim, propomos ao conjunto dos lutadores a preparação de um grande ato público em repúdio à violência policial e contra a reorganização escolar de Alckmin.

Precisamos e podemos dar a resposta social à violência o quanto antes, e nossa força está nos números: chamar o máximo de apoiadores de toda a sociedade às ruas, em solidariedade aos jovens lutadores!