! lula lá... na cadeia! - Território Livre

lula lá… na cadeia!

Lula acabou de virar réu após Sérgio Moro acatar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal no final da semana passada. Segundo a denúncia, Lula cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Esses dois crimes, na verdade, se dividem em três fatos principais: a criação de uma mega-estrutura de corrupção com empreiteiras para manutenção de um projeto de poder, o benefício ilícito do ex-presidente no caso do apartamento tríplex no Guarujá e o benefício ilícito no caso de depósito para armazenamento do acervo presidencial. Lula só não é denunciado por formação de quadrilha porque tal fato está em apuração no Supremo Tribunal Federal, por envolver políticos com foro privilegiado. Cabe, para essa acusação avançar, haver pressão popular sobre o STF.

O primeiro caso é de longe o mais grave, pela dimensão (ao menos R$ 87 milhões). É o que ocupa a maior parte da denúncia, que aliás tem 149 páginas. Descreve-se com exatidão o passo a passo da estrutura criminosa, detalhando contratos, reuniões, datas, nomes, volumes de propinas pagas e depoimentos. O documento contém quase 300 anexos, com mensagens de emails e de textos de celular, notas bancárias, notas fiscais etc. Além disso, o documento apresenta 28 testemunhas e sugere ao juiz convocá-las. O denúncia é, sobretudo nesse primeiro ponto, muito consistente. O PT criou uma mega-estrutura corrupta, voltada ao enriquecimento de gigantescas empresas capitalistas, facilitada pelo roubo das riquezas da população trabalhadora brasileira e das riquezas naturais. Dessa grande festa burguesa, o PT ganharia algumas migalhas para comprar o congresso e para enriquecer ilicitamente alguns dos seus capas-pretas. É o uso do Estado para um projeto de poder (aliás, similar às pedaladas de Dilma).

Como é possível que alguém ache que Lula é inocente? Os últimos 3 tesoureiros do PT estão presos, com base em provas de sobra. José Dirceu, o cabeça do PT e mais próximo de Lula, está preso com provas de sobra nos mesmos crimes que se acusa Lula hoje. A estrutura mafiosa-burguesa que funcionou no mensalão é exatamente a mesma que foi ampliada no petrolão.

Lula não é representante da classe trabalhadora nem é de esquerda. Quem fala isso ou é oportunista ou muito inocente. Lula sempre falou que nunca foi de esquerda. O PT e Lula governaram para o grande capital, dando migalhas para comprar trabalhadores em situação de miséria. A desigualdade social cresceu sob os governos do PT. Nunca a burguesia lucrou tanto. A maioria da classe trabalhadora, sobretudo da classe operária, condena o PT e quer Lula preso. Basta ir à porta de uma fábrica para verificar. O grau de exploração dos trabalhadores e de intensidade de trabalho não caiu sob os anos petistas, pelo contrário.

Existem dois grupos sociais que defendem Lula hoje, e usam justamente esses argumentos falsos — de que Lula é de esquerda e representante dos trabalhadores — para se justificar. O primeiro grupo social são os parasitas que vivem das verbas públicas do projeto de poder petista. São os dirigentes sindicais de supostos movimentos sociais que giram em torno do PT e dependem do Estado, bem como são as mídias “alternativas” e blogueiros “progressistas”. O segundo grupo social é a pequena-burguesia reformista, que teve sua estabilidade de vida nestes últimos anos de conciliação de classes do PT, nos quais conseguiram estabelecer suas pequenas carreiras de intelectuais e artistas. Esse setor se apavora, se vê sem futuro, sem estabilidade, diante da queda do PT. Correspondem a esse setor social uma série de partidos e agrupamentos de “esquerda”, muitos ditos socialistas e revolucionários.

O projeto de Lula precisa ser impedido por ser um projeto com gene autoritário. O aumento grave da repressão aos movimentos sociais sob os governos do PT é prova disso. A militarização de favelas com exército, o uso das UPPs (ambos invadindo casas e violando direitos individuais), o uso do exército brasileiro no Haiti (com violação de direitos humanos), a aprovação das leis contra o “terrorismo” são apenas provas do que estaria por vir em mais governos petistas. Se Lula voltar ao poder em 2018, depenará todas as oposições nas instituições estatais que hoje lhe caçam. Quando o Estado burguês deixa de ser uma associação de vários setores burgueses e se torna uma máquina de apenas um setor, há uma ditadura mais forte.

A prisão de Lula não é algo que “afeta a esquerda”, pelo contrário: a prisão de Lula e a derrocada do PT ajudam a destruir essa falsa esquerda, reformista, pelega, traidora da classe operária, que por décadas bloqueou e impediu a criação de uma esquerda revolucionária no Brasil. A queda do PT começa a abrir espaço para uma luta independente e autônoma da classe trabalhadora, dentro da qual a esquerda se reorganizará e poderá criar a via revolucionária que falta. O PT é o partido que melhor controla a classe trabalhadora (com sua máfia sindicalista, de bate-paus armados, sobretudo no ABC). É por isso, para a verdadeira política, a da luta de classes, o partido mais útil para a burguesia. Enfraquecer esse partido e a figura de Lula é algo tático para melhorar, amanhã, a correlação de forças para a classe trabalhadora na sua luta contra o capital.

Que Lula seja condenado e preso!

20.09.2016


Categorias: Lula na prisão!

Tags: , ,